A embalagem

É o elemento que protege o produto durante sua movimentação, transporte e armazenagem, assegurando a sua integridade até o usuário final.

Características das Embalagens de Papelão

  • Praticidade;
  • Sob medida;
  • Reciclável;
  • Baixo Custo;
  • Excelente suporte para impressão;

Funções das Embalagens de Papelão

  • Conter, Acondicionar;
  • Proteger;
  • Movimentar, Transportar;
  • Estocar;
  • Identificar e
  • Distribuir um produto;

Tipos de embalagens

Basicamente as embalagens são classificadas em três tipos, que são:

EMBALAGEM DE CONSUMO: aquelas que têm a função de embalar, porém também auxiliam no convencimento de compra pelo usuário do produto;

EMBALAGEM INTERMEDIÁRIA: utilizadas para divisão em volumes das embalagens de consumo, podendo ser inadequado para o transporte;

EMBALAGEM DE TRANSPORTE (despacho): é a embalagem final. Cumpre sua função básica de proteger não só o produto como também sua embalagem intermediária e a de consumo;

O que é o papelão ondulado?

É uma estrutura formada por um ou mais elementos ondulados (miolos) fixados a um ou mais elementos planos (capas), por meio de adesivo no topo das ondas.

PAPEL CAPA:  Elemento plano de papelão ondulado, em função de sua posição na chapa pode ser externa, intermediária ou interna;

PAPEL MIOLO: Elemento ondulado do PO. É chamado de miolo o papel usado para essa finalidade. Tem fundamental importância na resistência à compressão da embalagem;

CHAPA: Folha de PO plana: É definida por duas dimensões: LARGURA e COMPRIMENTO. A largura será sempre paralela à onda; Espessura: Medida, em mm, entre as faces externas de uma chapa;

Utilização e Qualidade do Produto

O papelão ondulado usado na fabricação de caixas e acessórios é obtido por meio de várias combinações de papéis que compõem a capa e o miolo (papel-capa e papel-miolo). Sua composição é definida em função do desempenho da embalagem que se deseja obter, o que é feito mediante testes físicos. É Importante ressaltar que as tonalidades dos papéis-capa ocorrem em virtude dos diferentes tipos de matéria prima e/ou processos de cozimento. A cor não afeta o padrão de qualidade, pois é possível obter papéis-capa de tonalidades diferentes com a mesma qualidade ou vice-versa;

Tipos de Matéria Prima

KRAFT: Papelão confeccionado com papel de fibras virgens obtidas da celulose.

RECICLADO: Papelão confeccionado com papel cuja composição é efetuada com o aproveitamento de aparas e a reciclagem de sucatas de papel e papelão. Tem como trunfo o custo mais acessível em relação ao kraft;

TEST LINER: Papelão confeccionado com papelão misto: parte de fibras virgens, parte reciclado.

BRANCO: Papelão confeccionado com papel da capa na cor branca.

O importante Papel do Papelão Reciclado

Papelão confeccionado com papel em cuja composição é efetuada o aproveitamento de aparas e a reciclagem de sucatas de papel e papelão. Em razão da preocupação ambiental e também da redução do preço dos produtos em relação ao kraft, o estímulo ao uso do papelão reciclado tem sido empregado e vem crescendo cada vez mais. Com a utilização do papel reciclado, a embalagem deixa de ser uma das responsáveis pelo alto custo dos produtos.

O papel reciclado, apesar da sua origem, na sua fabricação e secagem, passa a uma temperatura de 170º graus. Além disso, na produção da chapa na Onduladeira, uma nova secagem na temperatura de 130º graus, elimina os possíveis germes e bactérias alojadas durante o período de armazenagem do papel.

PRODUTOS CARTOSUL

A Cartosul está adequada às mais modernas práticas de conversão de embalagens em PO e por isso conta com uma extensa gama de modelos. Acompanhe os mais comuns;

Embalagens

Caixa Normal: São caixas tradicionais no mercado, variando somente em suas dimensões.O processo de fabricação desse tipo de caixa é o mais simples e não exige ferramentas especiais. Por isso é o mais econômico e também o mais utilizado. Podem ser conhecidas como tipo maleta ou 201.

Caixa Normal Aba Parcial: São mais utilizadas para o acondicionamento de frutas e doces, pois permite a visualização do seu conteúdo.

Meia caixa normal: Tratam-se de caixas para uso interno, não são indicadas para acondicionamento de produtos durante longos transportes.

Envoltório simples: São indicadas para produtos com grande comprimento e/ou largura, mas com baixa altura.

Envoltório 5 painéis: Próprias para produtos com grande comprimento, mas largura e altura baixos.

Caixa Corte e Vinco (CV): São caixas que necessitam de um ferramental conhecido como forma. A forma é um chassi de madeira compensada, onde estão dispostas lâminas para corte e vinco, que pode ser plana ou curva. Estas caixas possuem um desenho especial. As caixas corte e vinco tem seu custo superior ao de outros tipos. Grande parte desses modelos não necessita de fechamento lateral ou inferior e/ou superior, pois sua montagem, denominada fechamento automático, é feita por intermédio de travas.

Caixa Tipo TELESCÓPICA/SOBREPOSTA: Caixa que se compõe basicamente de mais de uma peça e se caracteriza por tampa e fundo encaixando-se entre si.

Acessórios

Separador: Acessório usado em posição vertical para separação dos artigos. Possui sentido de onda (coluna).

Igualador de Abas: Acessório usado para cobrir o vão existente entre as abas internas da caixa.

Tabuleiro: Acessório utilizado horizontalmente para proteção do fundo e ou topo da caixa, ou ainda para separar camadas de artigos dentro da caixa. Não possui sentido de onda.

Cinta de Reforço: Acessório destinado a reforçar as paredes da caixa e para dar maior resistência no empilhamento.

Divisão (ou Colméia): Acessório utilizado para divisão em cela dos artigos.

Cantoneira: Acessório utilizado para reforço das laterais da caixa, na necessidade de alto empilhamento.

Bup’s ou Calços: São, na maioria das vezes, peças vincadas que depois de dobradas ou coladas, servem para preencher um vazio ou calçar o conteúdo da caixa.